Futebol em Foco


por Luís Antônio Ettore

Loucos Argentinos

O Corinthians nessa quinta oficializou uma parceria com um clube argentino (Santa Fé) em busca de novos talentos, em minha opinião isso foi uma total bola fora do time paulista por alguns motivos como:

- O Brasil é mais do que suficiente quando se fala em revelação de novos craques.
- Se era para fazer um intercâmbio entre Brasil e Argentina, fizesse com o Boca ou o River, não com o Santo Fé, com todo respeito.
- Um argentino apaixonado por futebol e por seu país, e tem grande talento, e vai preferir jogar nos grandes argentinos do que no Corinthians.
-Seria melhor fazer isso em lugares na região Norte, Nordeste e Centro-Oeste já que esses lugares estão longe do centro das atenções do mundo do futebol.
- Se é realmente um intercâmbio, nós iremos mais perder craques do que ganhar.



 Escrito por luis antonio ettore às 12h59 [] [envie esta mensagem] []






por Luís Antônio Ettore

Meu Retorno

Eu tive que parar de fazer posts por falta de tempo, e também é difícil fazer textos grandes e bem elaborados em pouco tempo. Agora vou tentar continuar meu blog, com posts bem reduzidos dizendo a minha opinião sobre uma notícia atual de um jeito simples sem ampliar o assunto, para quem ler, concordar ou discordar, vou também postar de vez em quando frases minhas ou de outros criticando a sociedade onde vivemos ou criticando algo importante sempre com ironia e humor, que é melhor, fugindo um pouco dos esportes, pois eu acho que essa crítica também é importante.



 Escrito por luis antonio ettore às 12h46 [] [envie esta mensagem] []






por Luís Antônio Ettore

De novo, Jobson!?


 

      Nesta semana estourou mais um escândalo de Jobson, desta vez ele estava no Bahia, e saiu novamente por motivos de indisciplina. O jogador que já passou por vários clubes grandes decepciona mais uma vez.
      Um jogador com grande potencial, veloz, habilidoso, e com faro de gol, características de um atacante que pode se destacar na sua carreira. Ele passou por alguns clubes pequenos de Brasília, depois foi para o Brasiliense, deve destaque ganhando os campeonatos estaduais de 2007 e 2008, então foi vendido para o Jeju United da Coréia, fez somente 17 partidas pelo time e voltou ao Brasil para o Botafogo, no fim da temporada de 2009, voltou ao Brasiliense, se envolveu com as drogas e depois voltou novamente ao Botafogo, por problemas de indisciplina saiu do clube carioca e foi para o Galo, por vontade própria saiu e foi para o Bahia, pois o Botafogo, detentor dos direitos econômicos do jogador, se recusou
a integrar o atacante ao elenco. E novamente por problemas disciplinares saiu do Bahia.
      Seu primeiro e maior escândalo, foi quando ele foi pego 2 vezes no antidoping com o uso da cocaína. Foi suspenso por 2 anos do futebol, mas sua pena foi reduzida para 6 meses e teve liberdade para jogar futebol, mas tarde saiu do Botafogo após desentendimentos com  Joel Santana, até então técnico do Botafogo, e por problemas de indisciplina. No atlético Mineiro, saiu por vontade própria, e por ultimo foi transferido para o Bahia, e nessa semana saiu do Bahia por problemas de indisciplina envolvendo mulheres, bebidas e dinheiro, chegando até a levar mulheres para a concentração.
      Renê Simões, um dos profundos conhecedores do nosso futebol e atual técnico do Bahia, repudiou as ações de Jobson e fez declarações como esta, “Eu lamento, mas não vou sentir dor” e também comparou o atacante com o lendário Garrincha, “Ele não tinha preocupação com nada. Por isso, eu o comparo ao Garrincha. Nenhum dos dois tinha a dimensão do que estava vivendo. Ele não se preocupava com as coisas. A única coisa que o deixava nervoso era a falta de dinheiro. Ele ficava transtornado: ‘ Meu dinheiro acabou, estou sem dinheiro’. Tudo o que ele queria era ter dinheiro naquele dia.”
      Em minha opinião ele infelizmente é um talento jogado fora, um habilidoso atacante, que ficou famoso mais por seus escândalos do que pelo seu futebol. Esta claro que ele precisa de uma ajuda psicológica, mas no Bahia ele ganhava essa ajuda, então eu me pergunto, o que falta para ele dar certo? . Deu várias voltas por cima na sua carreira, e agora no Bahia era o principal jogador do time, mas não soube lidar com a sua importância, o sucesso subiu a sua cabeça, e eu creio que  mais uma vez  a vida está tentando lhe dar mais uma lição. Vamos ver se ele terá mais uma chance, e se aproveitará. Hoje ele está perto de acertar com o Barueri, mas também pode acertar com o Vila Nova.
      O que você acha dos escândalos dele? Ele merece uma nova chance? Porque ele comete tantos erros? E ele conseguirá novamente dar a volta por cima? COMENTE!!

Espetáculo no UFC


      O post designado para esta semana é o que fala dos escândalos de Jobson, como vocês viram aí em cima, mas eu tinha que abrir um espaço no meu blog para o UFC. Ontem no Rio de Janeiro, aconteceu o UFC Rio ou UFC 134. O card preliminar foi muito bom, mas o card principal foi espetacular, as lutas foram muito boas, todos os brasileiros favoritos, fizeram o dever de casa, com nocautes espetaculares. Das cinco lutas do card principal, só tivemos uma decepção, com Luiz Banha perdendo para o búlgaro, mas na luta de Minotauro ele deu a volta por cima depois de um tempo parado e venceu o americano Brendan Shaub por nocaute. Numa luta menos badalada Edson Júnior venceu Ross Pearson numa decisão dividida dos juízes, Mauricio Shogun venceu em menos de 2 minutos o americano Forrest Griffin por nocaute, e claro o evento principal, Anderson Silva venceu com enorme facilidade o japonês Yushin Okami também por nocaute. Abaixo eu vou disponibilizar as 3 principais lutas da noite.

As lutas:

Anderson silva Vs Yushin Okami

 

Mauricio Shogun Vs Forrest Griffin

 

Rodrigo Minotauro Vs Brendan Shaub

 



 Escrito por luis antonio ettore às 12h41 [] [envie esta mensagem] []






por Luís Antônio Ettore

A decadência de um Grande

      Neste sábado o Atlético Mineiro perdeu mais uma partida nesse campeonato brasileiro, desta vez para o Botafogo (BOT 3x1 CAM). Perder para o Botafogo é normal, pois são clubes grandes então é compreensível que isso aconteça, mas essa sucessão de derrotas não é normal para um clube da grandeza e da história que tem o Clube Atlético Mineiro.
      Um clube que já foi campeão brasileiro, muito tempo atrás, mas foi. Tem uma torcida muito grande, um excelente centro de treinamento, um dos melhores do Brasil, várias vezes campeão mineiro, um elenco relativamente bom, e se encontra nessa crise interminável que é muito difícil encontrar uma causa e principalmente uma solução.
      Entra técnico, sai técnico e o Galo continua na mesma situação, sendo presa fácil para os outros clubes. Desde que o atual presidente Alexandre Kalil assumiu o cargo, já passaram 6 técnicos pelo Atlético (Vanderlei Luxemburgo, Celso Roth, Emerson Leão, Marcelo Oliveira, Dorival Júnior e o atual Cuca) , nenhum conseguiu se manter por um longo tempo que é de praxe no Brasil.  Ano passado Vanderlei Luxemburgo  também fez uma campanha muito ruim pelo Atlético, das 25 partidas que ele fez como treinador pelo Brasileirão 2010 perdeu 15, tomou 45 gols e deixou o time na penúltima colocação.
      Depois que  Luxemburgo saiu, entrou Dorival, entre os técnicos da era Kalil ele  foi o melhor, assumiu o time na 19ª colocação e terminou o campeonato brasileiro de 2010 na 13ª, esse foi o melhor resultado que ele pode fazer pelo clube, depois em 2011 foi eliminado na copa sul-americana nas quartas de final, foi vice-campeão mineiro, e eliminado na segunda fase da Copa do Brasil(52 jogos, 25 vitórias, 16 derrotas  e aproveitamento de 55,1%). Os números do Galo nesse Brasileirão são ridículos, 15 pontos em 54 disputados, de 18 jogos ganhou 4 e perdeu 11, fez 23 gols e tomou 36 e tem um aproveitamento de 27,8%.
      Na próxima rodada teremos um clássico em Minas, nada melhor do que dar a volta por cima ganhando do principal rival. Será que o Atlético conseguirá melhorar ou lutará para escapar do rebaixamento como nos últimos anos? O Cuca dará jeito nesse time? E será que o Atlético experimentará pela segunda vez o gosto da Série B? COMENTE!!



 Escrito por luis antonio ettore às 19h25 [] [envie esta mensagem] []






por Luís Antônio Ettore

A seleção do Mano

 

              

                             (Mano Menezes)                         (Revista "Four Four Two")

      Alguns dias atrás o Brasil fez o seu 13° jogo com o comando de Mano Menezes, e como todos viram não foi um jogo muito bom para o Brasil, por falhas   individuais e coletivas, o que vem sendo recorrente nessa seleção, algumas dessas falhas aconteceram  na eliminação vergonhosa do Brasil, não por perder para o Paraguai, mas por  perder 4 pênaltis de maneira ridícula, sendo três batidos para fora, e os jogadores botando a culpa nos buracos do campo, como se eles aparecessem só quando o Brasil batia.

      Até agora 60 jogadores já foram testados na era Mano Menezes, alguns jogadores badalados que a torcida brasileira queria como Neymar, Ganso e outros  pouco conhecidos  com o Luiz Gustavo, Jadson, etc. Essas apostas, até agora não vem dando certo, até porque um jogo é insuficiente para um time mostrar jogo.

      Por enquanto essa seleção é conhecido por seus fracassos, apesar de ter 6 vitórias em 13 jogos, nenhuma dessas foi expressiva, quando enfrentou seleções de peso como Holanda, França, Alemanha e principalmente Argentina, não ganhou. Hoje o Brasil depende da individualidade de seus jogadores, e isso nem sempre acontece. Em minha opinião um dos poucos pontos positivos nesta equipe, é, privilegiar o ataque, diferentemente da seleção na era Dunga, que tem números muito bons (39 vitórias, 12 empates e 6 derrotas, sendo que uma dessas derrotas eliminou o Brasil da Copa de 2010), alguns títulos importantes, como Copa América e Copa das Confederações, mas era um time que jogava no contra-ataque, e pela história que tem, a seleção brasileira não pode jogar dessa maneira.

      Eu penso que a CBF vem errando em marcar jogos com times de tradição, a seleção brasileira ainda não tem uma cara, uma forma com que ela jogue, e essa forma se consegue com prática, ou seja, um bom número de jogos, e com um adversário que você possa errar, e fazer testes. Depois que o Mano conseguir um padrão de jogo, aí sim fazer jogos com times do nível de Alemanha, Argentina, Itália, França, etc.

      A dois meses atrás a revista Four Four Two demonstrou a decadência do futebol brasileiro com a capa “ A Morte do Brasil”, destacando o futebol feio que apresenta hoje os brasileiros, o caos que poderá ser a Copa de 2014, também falam que hoje o Brasil não tem nenhuma estrela e nossos  melhores jogadores são defensores. Segundo eles a única salvação da “Nação do Samba” é o garoto Neymar.

     O Brasil irá retomar o caminho das vitórias? Será que a culpa disso tudo é do Mano? 13 jogos são suficientes para avaliar um trabalho? O Brasil terá um time competitivo para disputar a Copa? A revista Inglesa esta certa? Para craques como Neymar e Ganso, ainda faltam a tal experiência dos campeonatos europeus? E a principal pergunta, você quer Mano Menezes como técnico da seleção para a copa no Brasil? COMENTE!!



 Escrito por luis antonio ettore às 19h26 [] [envie esta mensagem] []




[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 





BRASIL, Sudeste, PORTO REAL, Bairro Ettore, Homem, de 15 a 19 anos, Portuguese, English, Esportes, Informática e Internet, mulheres
MSN - luis_ettore44@hotmail.com





 
 




UOL - O melhor conteúdo
BOL - E-mail grátis
globoesporte.com
Blog do Romário Silva - Visão de Jogo
Blog do Jose Calazans Neto - GOAL FC
Blog do Roberto Alexandre
Blog do Mauricio Motta - Futebol em Foco
Blog do Rogério - Blog do Negão
Blog do Marcio - Futebol de Meio-Campo
Blog do Patryck - FC Gols
Blog do Victor - Nação Cruzeiro
Blog Amigos Futebol Clube
 
 

Dê uma nota para meu blog